PANORAMA: Inscrições Abertas
2014/10/25

Estão abertas as inscrições para a 9ª edição do Panorama – Mostra do Documentário Português. Filmes poderão ser submetidos até dia 30 de Janeiro de 2015.

+

1. PANORAMA aceita filmes sem limite de duração, com data de produção posterior a 15 de Fevereiro de 2013.

 

2. Aceitam-se filmes produzidos em Portugal, realizados por portugueses com produção estrangeira ou co-produzidos por portugueses.

 

3. As obras poderão abordar qualquer temática e ser em língua estrangeira.

 

4. À organização reserva-se o direito de utilizar excertos dos filmes (até 1 minuto) e material de divulgação dos mesmos (dossier de imprensa, postais, cartazes, fotos...) para promoção do evento.

 

5. As cópias de visionamento (DVD) não serão devolvidas excepto no caso de ser solicitada a sua devolução. À Apordoc reserva-se o direito de manter as cópias de visionamento nos seus arquivos para utilizações estritamente não comerciais.

 

6. Compete à organização proceder à admissão das obras propostas na Mostra, reservando-se o direito de as incluir ou exibir em sessões ou espaços escolhidos para o efeito.

 

7. Inscrição: os interessados deverão enviar o material requerido até 30 de Janeiro, para:

Apordoc - Associação pelo Documentário

Casa do Cinema

Rua da Rosa, 277 - 2º andar

1200-385 Lisboa

 

Material:

- Ficha de inscrição preenchida*;

- 1 cópia de visionamento (formato DVD). 


* Ficha de Inscrição disponível em breve. 

Conferência de Imprensa PANORAMA
2014/10/24

Na conferência de apresentação da 9ª edição do PANORAMA serão anunciadas datas, o conceito da Mostra e as suas principais linhas programáticas.


24 OUT | 11h00 | Fórum Debates, Culturgest

+

PANORAMA - 9ª MOSTRA DO DOCUMENTÁRIO PORTUGUÊS
18 a 22 Março 2015


panorama: grande quadro cilíndrico e contínuo, colocado de tal modo em relação ao espectador, que este tem a impressão da perspectiva de uma cidade ou de uma paisagem


A recentemente eleita direcção da Apordoc está convicta de que o PANORAMA - Mostra do Documentário Português é um lugar precioso e fundamental para a análise e divulgação do documentário português. Não só o PANORAMA se afirma como importante lugar de discussão e reunião daqueles que se interessam e preocupam com o que se faz em Portugal ao nível do cinema documental, como permite a cada ano auscultar a actualidade dessa forma de expressão cinematográfica e simultaneamente explorar filmografias que fizeram a história do documentário português integrando-as na história do cinema português como um todo. Ao longo das suas oito edições o PANORAMA mostrou que o público português está interessado e se move pelo seu cinema e passou a ocupar um lugar fulcral e único no contexto cinematográfico português.
Recentemente foi comunicado a esta direcção que a Videoteca da Câmara Municipal de Lisboa pretende deixar de ser parceira na organização do PANORAMA, estando assim desfeita a parceria que lhe deu origem. Não queremos contudo que esse seja o fim também para esta Mostra: para além de ser uma perda irreparável por se ver interrompido um trabalho de retrospectiva que mais nenhum acontecimento de programação de cinema em Portugal cumpre e também se interromper um importante trabalho de aproximação entre os portugueses e o seu cinema, consideramos que em grande medida o PANORAMA cumpre a missão da APORDOC.


Fazendo simultaneamente jus à história que Videoteca e Apordoc até aqui construíram, e assegurando que o PANORAMA terá continuidade, queremos considerar este o seu ANO 0.

Afirmam-se assim como nossos objectivos, para esta edição, não só dar continuidade ao projecto, nas suas duas grandes linhas de programação - retrospectiva representativa de um ano de produção de documentário português, retrospectiva histórica -, mas também dinamizar o PANORAMA como um verdadeiro lugar de programação, onde se ensaiam e discutem modos de ver o cinema (relembrando que o cinema é um modo de ver).


Desde logo este ano vamos experimentar implodir com todas as secções e fronteiras fazendo, de duas maneiras, aproximar o PANORAMA dessa vista larga e ampla que o define: por um lado não haverá distinção entre mostra contemporânea e retrospectiva histórica - será cada filme documental de hoje a chamar os filmes da história do cinema português, pondo o presente a ver e a pensar a partir do passado e vice-versa - e não haverá local fixo - a programação estará espalhada por vários locais da cidade de Lisboa, e não apenas salas de cinema.


Finalmente vamos querer reforçar o lugar incontornável de acesso à filmografia documental portuguesa que o PANORAMA é, colocando-o desde já e a partir desta edição aberto a olhares e visitas de programadores estrangeiros.

 
Pesquisar
Junho
sab.dom.
1

2

3

4

5

6

7

8

9

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30